Notícia em destaque

Sage lança aplicativo para escritórios contábeis

Conheça todos os modelos de documentos fiscais eletrônicos

Emitir notas fiscais eletrônicas faz parte da rotina das empresas brasileiras, seja de micro a grande porte. Prestar contas ao governo do que você vende é uma obrigação em nosso sistema tributário.

Além de serem utilizadas para fiscalização, as notas fiscais eletrônicas também oferecem vantagens aos empresários e aos consumidores, como registrar as suas operações, acompanhar a venda de produtos e serviços, e manter uma rotina organizada na empresa.
Saber diferenciar qual é o tipo de nota fiscal eletrônico você deve emitir em sua empresa é essencial. Neste post, você conhecerá todos os modelos de documentos fiscais eletrônicos existentes, e saberá exatamente qual é o documento que empresa deve emitir. Veja a seguir.

NF-e

Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é o modelo utilizado exclusivamente para a compra e venda de produtos físicos.
A NF-e objetiva substituir de vez a sistemática atual de emissão do documento fiscal em papel, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco.

NFC-e

A NFC-e, a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, é um documento eletrônico, que faz parte do SPED, que substituirá as Notas Fiscais de Venda a Consumidor, modelo 2 e uso do Equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Ela objetiva facilitar a fiscalização e o controle das vendas de varejistas para consumidores de forma totalmente eletrônica.

NFS-e

A NFS-e é a sigla para Nota Fiscal de Serviço Eletrônica. Essa nota deve ser emitida quando a empresa prestar algum tipo de serviço.

CT-e

O CTe é a sigla para Conhecimento de Transporte Eletrônico, que nada mais é que um documento fiscal eletrônico que tem como objetivo de documentar, para fins fiscais, uma prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modalidade (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Dutoviário).

MDF-e

MDF-e é a sigla para Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais. Emitido e armazenado eletronicamente, foi criado para simplificar e vincular os documentos fiscais transportados na unidade de carga utilizada.
O MDF-e serve para otimizar o tempo da fiscalização nas estradas e agilizar os processos da emissão da nota, reunindo todas as NF-es e CT-es em um só documento.

Como emitir documentos fiscais eletrônicos?

Para emitir os documentos fiscais eletrônicos é necessário:
  • Certificado digital padrão ICP Brasil;
  • Fazer credenciamento de emitente no portal da SEFAZ do seu estado;
  • Para emitir as notas fiscais eletrônicas é necessário adquirir um software emissor de notas.
E aí, ficou alguma dúvida sobre cada tipo de documento fiscal eletrônico? Deixe-nos um comentário.
Se você está procurando um software emissor de notas fiscais eletrônicas, a Sibrax possui o mais completo do mercado, emite as notas eletrônicas NF-e, NFC-e, NFS-e, MDF-e, CT-e, CT-e OS.
É fácil de operar, de baixo custo e contém vários módulos de controle para facilitar a gestão da sua empresa.
SIBRAX

Curso de Contabilidade Tributária
VALOR: R$ 99,90 10 VÍDEOAULAS. FORMA DE PAGAMENTO 

Comentários

Site desenvolvido por: Lojista Integrado: Soluções em vendas Presencias e OnLine. Teste Grátis