Notícia em destaque

Novos Sistemas Redesim diminuem o tempo de abertura das empresas

Brasília -  Já está disponível, no portal da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), uma consulta à base  do Cadastro Nacional  de Pessoa Jurídica (CNPJ)  que pode ser feita por nome empresarial, nome fantasia, UF e situação cadastral.

eSocial é perigo à sobrevivência dos pequenos escritórios contábeis, diz empresário

A partir do dia 16 de julho de 2018, quando todas as empresas brasileiras deverão ter aderido ao eSocial, os escritórios contábeis que atendem uma grande quantidade de organizações do Simples Nacional correrão o sério risco de ver o seu negócio ser inviabilizado.

A avaliação é do empresário contábil Edilson Júnior, presidente da CF Contabilidade, ao analisar a realidade das pequenas empresas incluídas no regime tributário simplificado.
“Essas microempresas têm pouco contato com outros módulos do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) já lançados anteriormente, tais como o ECD (Escrituração Contábil Digital) e o EFD (Escrituração Fiscal Digital). Com isso, não estão preparadas para enviar o excessivo número de informações exigidas pelo eSocial”, explica Edilson Junior.
Para exemplificar como funcionará na prática, ele recorre ao exemplo do que ocorre atualmente com relação a algum erro ao calcular uma guia de imposto ou entregar a DCTF fora do prazo. “É possível resolver isso com um acerto financeiro com o cliente. Agora, e se o escritório contábil não conseguir entregar a Folha de Pagamento do cliente e os colaboradores dele não receberem os salários e, em consequência disso, a fábrica parar ou o comércio reduzir a performance? Aí o problema fica muito mais sério”, opina o empresário contábil.
A única solução, segundo ele, é adotar uma série de ações o mais rápido possível para encontrar os principais erros no cadastro de colaboradores, conscientizar os clientes em relação à importância de solucionar estes problemas, adotar um bom software de folha de pagamento e agendar eventos para mostrar às empresas o que mudará com o eSocial.
“O que funciona muito bem também é implantar metas para os colaboradores do escritório contábil tomarem todas essas providências junto aos clientes a tempo. E, ao conseguirem cumprir este objetivo, oferecer a eles uma recompensa. Na nossa empresa, por exemplo, combinamos de fazer um jantar especial para a equipe no término do trabalho e isso foi um grande fator impulsionador para todos, pois eles sabiam que para ganharem o jantar, precisavam ter batido a metas juntos”, relata Edilson Junior.
O que é o eSocial
eSocial é o mais novo braço do Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) e visa reunir num sistema, conectado à Receita Federal, todas as informações relativas ao empregado, desde o seu ingresso na empresa até a sua demissão. eSocial empresas 2018: Você está preparado? Saiba mais com a ContaAzul Patrocinado 
O objetivo, com isso, é aumentar o poder de fiscalização do governo sobre as empresas, ao unificar as obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias entre empregador e empregado.
“É o que chamamos de ‘Folha de Pagamento Digital’, que deverá ser validada pela Receita Federal do Brasil-RFB antes de ser liberada e entregue ao cliente, ou seja, quanto menos se conhece o SPED, maiores serão os problemas futuros para entregá-lo em ordem”, sintetiza o presidente da CF Contabilidade.

Comentários

Site desenvolvido e mantido por:

Clique aqui e crie seu Site ou Loja Vitual sem compromisso :: comercial@vendavirtual.site / WhatsApp (85)9.9630.6190 :: www.vendavirtual.site :: 08.174.771/0001-07